Quinta-feira, 16 de Março de 2006

title

Palavras do SR PRESIDENTE DA REPÚBLICA, na sua tomada deposse

"Faz hoje precisamente 506 anos que partiu a frota de Pedro Álvares Cabral para a sua viagem imortal
de aventura e descoberta. O embarque tinha ocorrido com grande pompa no dia 8 de Março, data fixada
para a partida. Todas as condições pareciam reunidas, mas faltou qualquer coisa. O vento mudou, e a frota
de Cabral teve de aguardar no estuário do Tejo pelo dia seguinte, 9 de Março de 1500. Foi só então que
zarparam todas as naus e caravelas, com as brisas propícias por fim enfunando as suas velas. E dali a 44
dias arribaram a uma angra do outro lado do oceano. Porto Seguro, assim a baptizou o Capitão-Mor. Foi aí
que desembarcaram em segurança no Novo Mundo.
Quando hoje, tantos séculos volvidos, invocamos a memória colectiva, não pretendemos tão-somente
celebrar o nosso passado. Pelo contrário! Uma Pátria viva oferece-nos inúmeros episódios exemplares que,
sobretudo, servem de inspiração para o presente e nos dão esperança quanto ao futuro.
Desejo que a minha eleição para Presidente da República fique associada a bom tempo para a vida do
País, que brisas favoráveis o conduzam no rumo certo, que os portugueses reavivem a esperança e
ganhem o ânimo e a crença que permitam conduzir a nau colectiva para além da distância, da incerteza e
do desconhecido, até porto seguro.
Aplausos do PSD e do CDS-PP.
Não tenho dúvidas de que os tempos são difíceis. Mas temos à nossa frente um enorme espaço para o
optimismo, que é o espaço da vontade, da coragem e do querer.
Tenho orgulho no meu País e na sua história. Por tudo passámos, como povo. Momentos altos, e até de
glória, e momentos de dificuldade e mesmo de angústia. Mas estamos aqui. Quando fez falta — e tantas
vezes fez falta — mobilizámos o melhor de nós próprios e conseguimos. Estou certo de que vamos conseguir
mais uma vez.
Hoje, como ontem, vamos provar que somos capazes de vencer a tirania da resignação e o espartilho
do pessimismo. Pela minha parte, estou profundamente convicto de que a nossa determinação é maior do
que qualquer melancolia, de que a nossa esperança é mais forte do que qualquer resignação, de que a
nossa ambição supera qualquer desânimo. Sei que os portugueses, tal como eu, não se resignarão a um
destino menor.
Na história dos povos nunca é demasiado tarde para realizar o sonho e cumprir a esperança. Nunca é
tarde desde que saibamos ser fortes e unidos, desde que tenhamos orgulho no que somos e desde que
saibamos o que queremos ser.
O que os momentos altos da nossa história nos ensinam é que somos um povo marcado pela insatisfação.
Que nos marca a ambição de fazer mais e melhor. Marca-nos a ideia de que somos agentes da história,
senhores do nosso destino. Somos um povo capaz de superar as dificuldades nas horas de prova.
Os portugueses podem contar comigo. É para servir os portugueses e servir Portugal que estou aqui.
publicado por ANTITUDO às 10:15
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28


.posts recentes

. ...

. TAP … VOA PORTUGAL

. TAP … VOA PORTUGAL

. VAP–Veritas Agência Press

. VAP–Veritas Agência Press

. INJUSTIÇA–FALTA DE JUSTIÇ...

. INJUSTIÇA–FALTA DE JUSTIÇ...

. PRESÉPIO EM ARGIVAI–CAFÉ ...

. PRESÉPIO EM ARGIVAI–CAFÉ ...

. Estranhas formas de vida

.arquivos

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds